Ressacas não só causam dor de cabeça, mas também emburrecem

ressaca

De acordo com estudo de universidade britânica, ressacas podem afetar a memória e o raciocínio.

Além de náuseas e dor de cabeça, novas pesquisas indicam que ressacas podem fazer com que você emburreça. Estudiosos descobriram que a ressaca – como é chamado o conjunto de sintomas sentidos por alguém após os níveis de álcool no sangue retornam a zero – prejudica funções cerebrais.

“Os sintomas de uma ressaca alcoólica não são apenas fisiológicos. Eles afetam o funcionamento cognitivo e o humor, além de gerar outra consequências indesejáveis”, explicou ao jornal inglês The Telegraph a Drª Lauren Owen, do centro de psicologia da Universidade de Keele, no Reino Unido.

Enquanto a ressaca ainda não é completamente compreendida pelos cientistas e acredita-se que ela seja um dos sintomas da desidratação causada pelo álcool, componentes químicos das bebidas podem ter alguma responsabilidade nos efeitos.

O principal álcool encontrado nas bebidas é o etanol, que é quebrado pelo organismo em um componente chamado acetato, o qual pode ser enfim expelido pelo corpo. No entanto, durante este processo, o etanol se torna em uma molécula tóxica chamada acetaldeído. Além disso, moléculas orgânicas complexas chamadas de congêneres também podem ser encontradas em bebidas alcoólicas mais escuras – o que pode ser uma possível explicação para o fato de que a ressaca de whiskey é mais severa que a de vodka.

As descobertas da Dr.ª Owen ainda estão em estágio preliminar, mas os resultados obtidos até o momento indicam que aquilo que os psicólogos chamam de “memória de trabalho” é o fator mais afetado pela ressaca.

De acordo com os primeiros experimentos, participantes com ressaca chegaram a ter queda de desempenho da memória de trabalho de entre 5 a 10%, além de aumento de 30% na realização de erros.

Simultaneamente, o tempo de reação também foi maior no caso desses participantes. No caso, jovens na faixa de 20 anos com ressaca apresentaram tempos de reação semelhantes ao de pessoas na faixa dos 40 anos. E agora, será que dá para compensar as perdas com os efeitos da cerveja?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s