Carro da semana, opinião de dono: Volvo C30 2008

VOLVO C30

 

Olá pessoal, sou proprietário de um Volvo C30 2.0 2008. Como a maioria dos que postam no NA sou também um gearhead e há alguns meses atrás me encontrei naquela dúvida sobre qual carro pegar. Eu tinha um Golf Sportiline 2008, aquele MK 4,5 que a galera adora descer a lenha, mas depois de bater esse carro eu decidi depois de arrumá-lo pegar outro.

Gosto muito de hatches, mas estava com a mente aberta para pegar um sedã dependendo do negócio. Na minha lista principal estavam o Golf, I30, Focus, C4, Cerato, Civic, Vovorolla e alguns outros, apesar de ser apaixonado pela trinca alemã, as marcas premium não faziam parte da minha lista e muito menos a Volvo.

Consegui um bom negócio na troca do meu Golf numa loja de usados e estava entre um Golf 2011 ( gosto muito de Golf hehe), um Corolla 2009 e o C30 2008. Foi aí que a paixão falou mais alto e decidi pegar o C30, afinal a gente só tem 26 anos uma vez na vida!! E na negociação o Volvo saiu por 50.000 reais.

Cheguei a pesquisar sobre o carro, afinal manter um importado pode ser muito caro… Liguei na Volvo e vi que a troca de óleo, filtro e balanceamento sai perto de 1000 reais, mas também descobri que dá pra fazer essas manutenções tranquilamente numa boa oficina e que tenha como “zerar” o hodometro da manutenção e fazer uns testes eletricos.

Apesar de ser 2008 o carro estava em ótimas condições, tanto a lataria quanto o interiores estavam super bem cuidados, o carro não tinha detalhes e todas as manutenções estavam em dia e tinham sido feitas na Volvo. O design é o ponto forte do C30 e o mais polêmico também, já que a traseira é tipo love it or hate it.

Meu pais já tiveram Classe A, Hilux, Frontier, e eu Uno e Golf, e digo que esse carro chama muita atenção por onde passa, chama atenção de homens a mulheres e crianças. Já parei no shopping do lado da antiga série 1 e posso dizer que o Volvo dá um banho no design, isso não é opinião só minha.

Vida a bordo

volvo c30 2008 usado da semana 7 Carro da semana, opinião de dono: Volvo C30 2008

Os bancos oferecem uma ótima posição de pilotar, já que ficam numa posição mais esportiva e mesclam bem conforto e suporte. As regulagens no banco são manuais, mas tem regulagem de altura, apoio lombar, inclinação do assento e claro do encosto. E o volante tem ajuste de profundidade e altura, portanto a posição de dirigir é muito boa e o carro tem uma pegada mais esportiva por ser mais baixo que os concorrentes.

Diferente de algumas avaliações que li em alguns sites o espaço nos bancos traseiros é bom, são apenas dois lugares atrás usando dois bancos separados dando bastante conforto, tanto que o entre eixos é o mesmo do S40. O que é ruim é o acesso aos bancos traseiros, mesmo tendo a porta grande o acesso não é fácil e os bancos dianteiros depois de puxados não voltam na posição inicial. Mas o C30 é um carro para solteiros então esse não é um grande problema para a maioria dos donos.

A qualidade da montagem é superior as marcas “nacionais”, não se percebem peças desalinhadas ou com acabamento ruim, e o design segue o padrão escandinavo sendo limpo e de certa forma até simples, mas eu gosto bastante do design interior, ergonomia e facilidade nos comandos as e principalmente do console central vazado que a Volvo usa em toda a linha. Se fosse pra tirar esse carro zero eu teria o interior em duas cores, esse é outro ponto forte já que são várias opções de cor para bancos, carpete e o painel podem ser dois tons.

volvo c30 2008 usado da semana 1 Carro da semana, opinião de dono: Volvo C30 2008

A traseira é o ponto forte do carro (ou baixo pra alguns), mas o design não ajuda na visibilidade interna e a entrada do porta-malas por ser alta. O porta-malas é pequeno e cabe apenas algumas malas de mão ou uma mala maior, mas estes não são grandes defeitos pra mim e para a maioria dos donos do C30 por ser um carro mais jovem.

Equipamentos

O carro é muito bem equipado, são 6 airbags, piloto automático, ar-condicionado digital dual zone (nunca vi um ar-condicionado tão forte), faróis de neblina, controles do som no volante, som de muito boa qualidade, bancos em couro, abs com ebd, retrovisor eletrocromico e outras coisas.

Falta o controle de estabilidade que no 2008 ainda não vinha de série, mas tem ainda outros sistemas de segurança como WHIPS nos bancos dianteiros que protege a coluna em batidas traseiras e o SIPS que é um sistema que faz com os bancos não fiquem parafusados no assoalho e sim presos num sistema especial de trilhos desenhados para se deformarem numa batida lateral e o SIPS também controla os airbags laterais e de cortina para no caso de capotamento os airbags murchem lentamente evitando lesões.

Rodando

O meu C30 é o 2.0 manual, são 145 cv e 18,9 kgfm que por enquanto são mais que suficientes pra mim. Como muitos sabem, o C30 compartilha a plataforma com o Focus e Mazda 3, também suspensão e nesse caso o motor é o mesmo (Duratec 2.0 16v), o conjunto é muito bem acertado mas não foi tropicalizado para nossas ruas lunares repassando muitas das imperfeições e também tem que ficar esperto com lombadas, rampas, saídas de prédio e etc. A transmissão manual com 5 marchas oferece bom desempenho e também conforto e também existe a opção de câmbio automático de 5 marchas nesse modelo.

Mas é uma delícia na estrada, o isolamento acústico é muito bom e consumo é melhor do que eu esperava, já fiz 14,5 km/l na BR-040 indo para Belo Horizonte oscilando entre 90 a 120, dentro da cidade consigo fazer mais de 10 km/l, mas vale lembrar que aqui apesar das subidas e descidas o transito flui muito bem e na grande maioria do tempo. Rodando a 110 km/l as rotações ficam próximo de 3000 rpm.

As principais desvantagens são aquelas normais a carros importados e de marcas premium, como:

· Preços das peças altíssimos
· Preço seguro
· Não é flex (não é um problema pra mim)
· Rede concessionária muito pequena
· Desvalorização, dificuldade de venda
· Possibilidade de personalizar o carro com acessórios é muito pequena se comparada a outros carros de maior de volume de produção

Conclusão

Depois do aumento do IPI grande parte da linha Volvo perdeu o custo x benefício, os preços subiram muito, mas pra quem busca segurança, uma certa dose de esportividade e também exclusividade irá ficar satisfeito. Pra quem curte hatch não se importa tanto com a desvalorização e quer esportividade o C30 é um ótimo carro, também vale a pena olhar as outras versões especialmente a T5 de 230 cv.

Por Pedro Rubega

Fonte:

http://www.noticiasautomotivas.com.br/carro-da-semana-opiniao-de-dono-volvo-c30-2008/

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s