FAT32 OU NTFS QUAL É O MELHOR?

FAT32

 

As versões recentes do Windows utilizam partições FAT32 e NTFS, mas você sabe qual é a vantagem e desvantagem de cada uma delas?

FAT32 OU NTFS

Quando você formata um harddisk ou quando vai instalar o Windows em um disco rígido que ainda não foi formatado (para isso você deve bootar o micro diretamente no CD do Windows para que a instalação inicie), a primeira informação que você deve saber é o tipo de partição que será utilizada: FAT32 ou NTFS. Cada uma tem as suas características, vantagens e desvantagens:

FAT32 NTFS
MS-DOS 7.0 ou superior
Windows 98
Windows Me
Windows NT
Windows 2000
Windows XP
Windows Vista
Windows 7
Windows 8
Windows 8.1
Windows 2003 Server
Windows Server 2008/2008 R2
Windows 2012 /R2 Server
Suporte a segurança de dados
Suporte a compressão de dados
Suporta arquivos com mais de 4Gb
Auditoria
Journaling

FAT32 OU NTFS: DOS, WIN98/ME, WINNT/2000, XP E POSTERIORES

FAT32 ou NTFS? Nem todos os sistemas operacionais suportam os dois tipos de partição: a partição NTFS, por exemplo, é reconhecida apenas pelo WinNT, Win2000, WinXP, Vista, Windows 7 e Windows Server (2003, 2008 e 2008 R2) – enquanto a partição FAT32 é reconhecida por todos, exceto o WinNT e versões antigas do DOS. Isso significa que se você fizer um dual-boot Win98 e WinNT, por exemplo, nenhum dos dois sistemas operacionais conseguirá enxergar o outro, o que pode causar problemas.

É muito importante você entender que a incompatibilidade de partições só existe quando elas estão em um mesmo computador: em rede local todas as partições “se enxergam”. Em rede local uma estação Win98 com FAT32 enxergará normalmente a partição NTFS de outra estação que tenha WinNT em NTFS e vice-versa …

OBSERVAÇÕES:

1. A única partição que é suportada por TODAS as versões do Windows e DOS é a antiga FAT16, que tem um limite de tamanho de 2 Gb e alto índice de fragmentação

2. A incompatibilidade entre partições pode ser solucionada utilizando-se aplicativos de terceiros, embora eles tenham sido descontinuados pelos seus desenvolvedores por serem praticamente inúteis nos dias de hoje:

NTFSDOS (que permite acessar partições NTFS em DOS):
NTFS for Windows 98 (que permite acessar partições NTFS em Win98)
– FAT32 for Windows NT 4 (que permite acessar partições FAT32 sob WinNT) INDISPONÍVEL

3. O Windows 2000 tem um limite de 32 Gb na criação de partições FAT32; embora você não consiga criar uma nova partição FAT32 com mais de 32 Gb, ele aceita normalmente partições FAT32 com mais de 32 Gb já existentes (criadas pelo Win98, por exemplo).

4. Mesmo com partições NTFS, as versões 32-bits dos sistemas operacionais tem um limite de 2,1 TB por partição. Em junho de 2010 a Seagate lançou o primeiro disco rígido de 3TB (3.000 GB), e para criar uma partição única de 3TB é necessário um sistema operacional 64-bits.

Embora exista uma versão 64-bits do Windows XP, existem poucos drivers de periféricos (impressoras, placas de vídeo..) para ele. Por este motivo é recomendado utilizar a versão 64-bits do Windows Vista ou Windows 7.

FAT32 OU NTFS: SUPORTE A SEGURANÇA DE DADOS

FAT32 ou NTFS? Uma das principais vantagens da partição NTFS é o seu suporte à segurança de dados: você pode por exemplo impedir que um usuário acesse determinados arquivos, pastas ou até mesmo partições nos seus próprios computadores. Para isso você deve ter o WinNT, Win2000, XP Professional (o XP Home não permite isso) ou versões mais atuais do Windows.

O exemplo abaixo mostra como fazer isso em um computador aonde existem dois usuários cadastrados:

Dexter (administrador) e Al Bundy (usuário). Você verá como é simples Dexter configurar o WinXP para impedir que Al Bundy acesse a pasta “C:\Projetos Secretos” desde que a partição aonde se encontra a pasta seja NTFS.

Este exemplo serve para o Windows NT, 2000, XP, Vista, Windows 7 e Windows 2008/2008 R2. Na prática, todas as versões do Windows atuais seguem o mesmo princípio detalhado abaixo:

A opção 1. Inicie o WinXP com o usuário Dexter

2. Configure o Windows Explorer para permitir modificações nas definições de Segurança de pastas e arquivos: vá em Iniciar >Meu Computador > clique a opção Ferramentas no menu > Opções de pasta > clique no tab Modo de Exibição > desclique a penúltima opção “Usar compartilhamento simples de arquivo (recomendável)” (veja imagem acima) > clique em OK

FAT32 x NTFS3. Localize a pasta que você quer impedir que o usuário tenha acesso (Projetos Secretos, no nosso exemplo) > clique com o botão da direita do mouse nela > clique na opção Compartilhamento e Segurança (imagem à esquerda)

FAT32 x NTFS4. Clique no tab Segurança e você verá algo similar a imagem à direita: na parte superior há a lista com os grupos de usuários e na parte de baixo as suas permissões. Ali você poderá alterar as permissões de um único usuário ou de todos os usuários de um grupo.

Para alterar as permissões de um único usuário (Al Bundy, no nosso exemplo), você deve clicar no botão Adicionar e digitar o nome Al Bundy no campo e clicar no botão OK – como mostrado na imagem abaixo. Você pode incluir vários usuários, separando os seus nomes por um ponto-e-vírgula (;)

Você pode digitar mais de um usuário se necessário, separando-os com um ponto-e-vírgula (;) ...
Além disso, você pode clicar no botão Verificar nomes para confirmar que estão corretos pois se você digitar algum nome errado, aparecerá uma mensagem de erro informando-o que um ou mais usuários não existem)

5. Se você seguiu à risca os passos acima, o nome Al Bundy aparecerá na lista superior – e você poderá enfim configurá-lo para que ele esteja proibido de acessar a pasta Projetos Secretos: clique no nome Al Bundy e clique nas opções Negar na lista de baixo, como visto na imagem abaixo

É muito importante você checar se o nome do usuário clicado na lista superior é aquele que você deseja modificar as suas permissões, para evitar que permissões de outros usuários (ou pior, de Administradores) sejam modificadas.

SE POR ENGANO VOCÊ NEGAR A PERMISSÃO DE ACESSO DE ADMINISTRADORES E USUÁRIOS A ALGUMA PASTA, ESTA PASTA FICARÁ DEFINITIVAMENTE INACESSÍVEL – E OS SEUS DADOS NÃO PODERÃO MAIS SEREM ACESSADOS. É MUITO IMPORTANTE QUE VOCÊ SE CERTIFIQUE QUE ESTÁ FAZENDO A COISA CERTA PARA NÃO TER PROBLEMAS.

Assim que você clicar OK, aparecerá uma mensagem de confirmação das alterações efetuadas.


6. A partir de agora o usuário Al Bundy não poderá mais acessar a pasta Projetos Secretos: ao tentar fazer isso, aparecerá uma mensagem de Acesso negado como mostrado na imagem ao lado.

OBSERVAÇÕES:

A conversão de FAT32 para NTFS é bastante rápida e confiável ...1. Para você converter uma partição FAT32 para NTFS, você deve digitar “convert <partição>: /fs:NTFS” (sem as aspas). Exemplo: convert c: /fs:NTFS. Em geral a conversão será realizada no próximo boot do Windows e leva poucos minutos para ser realizada.

Lembre-se que após a conversão para NTFS, a partição não será acessível via DOS, Win9x ou WinMe (isso é importante caso você tenha um dual-boot no seu computador) e não há como convertê-la novamente para FAT32(somente com o uso de um programa para isso, como o Partition Magic ou outros similares como o Free Partition Manager da Partitiowizard).

2. Se você tiver vários usuários que utilizam o computador e quiser modificar a permissão de todos eles, você pode escolher a opção Usuários na lista superior ao invés de digitar o nome deles. Dessa maneira você irá configurar a permissão de todos eles ao mesmo tempo e não precisará reconfigurar as permissões dos novos usuários que forem cadastrados …

3. Os passos mostrados acima devem ser seguidos sempre que você queira alterar as permissões de qualquer arquivo, pasta ou partição. Se você quiser proibir o acesso a um arquivo importante.doc, por exemplo, você deve clicar com o botão da direita nele e seguir os passos acima. O mesmo se aplica a partições (C:, D: …)

4. Se você for um usuário avançado, saberá como configurar corretamente as permissões dos arquivos e pastas sem danificar o Windows; se não for,evite alterar as permissões sem necessidadepara evitar problemas e situações desesperadoras à toa.

FAT32 OU NTFS: SUPORTE À COMPRESSÃO DE DADOS

FAT32 ou NTFS? Partições NTFS têm um avançado sistema de compressão de arquivos que permite economizar espaço em disco quando necessário. A compressão é realizada em tempo real e o usuário não nota diferença alguma após a conversão ser finalizada.

Para ativar a compressão de dados (que pode ser feita em arquivos, pastas ou partições), você deve clicar com o botão da direita do mouse e escolher a opção Propriedades.

Clique na opção Compactar disco para economizar espaço (quando for compactar uma partição) ou clique no botão Avançados > Compactar o conteúdo para economizar espaço e clique em OK.

O processo terá início e o tempo que ele levará depende de diversos fatores (número de arquivos, tamanho dos arquivos, velocidade do hard-disk, processos em andamento..).

Após a finalização da compressão, os arquivos e pastas compactados aparecerão na cor azul e você poderá utilizá-los normalmente. A compressão dos arquivos não afeta a sua cópia para outros sistemas operacionais ou disquete: quando você copia um arquivo compactado, este é automaticamente descompactado durante o processo de cópia.

DICA: após compactar uma partição ou arquivo, faça uma desfragmentação do disco. Isso é aconselhável pois os novos arquivos compactados ficam fragmentados após a compressão – e em uma partição isso pode diminuir muito a performance do computador.

Para você saber a taxa de compressão dos arquivos, você deve abrir uma janela de prompt de comando e digitar compact. Com isso, aparecerá a lista de arquivos com o seu tamanho original e o tamanho compactado.

A imagem ao lado mostra um exemplo: os arquivos Clip_4.bmp e Clip_5.bmp têm 5,76 Mb (5.760.054 bytes) cada um, mas estão ocupando apenas 829 Kb (829.440 byes) e 946 Kb (946.176 bytes) respectivamente, indicando uma ótima taxa de compressão de 6,9 e 6,1.

Arquivos que têm uma taxa muito baixa de compactação (muitos arquivos executáveis, imagens jpg, arquivos .zip e outros) são mostrados com taxa de 1,0 indicando que não houve ganho substancial. Pastas também são mostradas com taxa 1,0: você deve digitar compact dentro da pasta em questão para saber qual é a taxa de compressão utilizada ou então digitar compact /s para listar todos os arquivos da pasta atual e das pastas existentes dentro dele. O comando compact também permite compactar e descompactar arquivos; digite compact /? para saber mais.

A única desvantagem real na compressão de dados é que o Windows trabalhará um pouco mais lento …

FAT32 OU NTFS: SUPORTE A ARQUIVOS INDIVIDUAIS COM MAIS DE 4 GB

A partição FAT32 tem uma limitação de tamanho de arquivo: 4 Gb (embora isso pareça muito, arquivos de vídeo podem facilmente superar este tamanho). A partição NTFS não tem limite de tamanho de arquivo.

AUDITORIA

Partições NTFS tem uma vantagem adicional sobre a FAT32: ela permite a auditoria do usuário. Com isso, pode-se saber a que horas ele se iniciou o seu trabalho no Windows, o que ele fez, quais arquivos foram modificados, que programas foram executados, entre outras informações … Para habilitar a auditoria (você deve ser um Administrador):

1. Vá em Painel de Controle >Ferramentas Administrativas >Diretiva de segurança local

2. Dentro de Diretivas Locais, você deve selecionar a opção Diretiva de auditoria e selecionar o que deve ser auditado

3. Dentro de Opções de segurançahá outras opções de auditoria que podem ser úteis

Você também pode auditar arquivos, pastas e partições e saber quais usuários acessaram esses arquivos. Para fazer isso:

4. Clique com o botão da direita do mouse no arquivo, pasta ou partição que você deseja auditar e clique em Compartilhamento e Segurança >tab Segurança >botãoAvançado

5. Clique no botão Adicionar, e digite o(s) usuário(s) que devem ser auditados seguindo os mesmos passos do item 4 de Suporte a segurança de dados descrito acima. Ao clicar OK você deverá escolher quais tarefas devem ser auditadas (veja a imagem à direita) e clicar em OK

OBSERVAÇÕES:

1. Para você verificar as informações auditadas, vá em Painel de Controle >Ferramentas Administrativas >Visualizar eventos: ali você poderá ler todos os eventos gerados, de erros no Windows às auditorias selecionadas … Os eventos estarão em Segurança aparecendo com o tópico Segurança com êxito

2. Para você auditar qualquer arquivo, pasta ou partição, você deve inicialmente seguir os passos 1. a 3. e no mínimo habilitar a Auditoria de acesso a objetos e Auditoria de eventos de logon para que as auditorias sejam efetivamente realizadas.

JOURNALING

Journaling é um recurso muito importante para manter a integridade de arquivos quando o sistema operacional falha ou quando algum problema ocorre durante uma operação: com ele o Windows armazena um log aonde são armazenadas todas as modificações realizadas pelo hard-disk. Com isso, em caso de falhas o Windows consegue manter a integridade dos arquivos uma vez que ele tem armazenado todas as informações necessárias para isso.

Com o journaling, o uso de partição NTFS minimiza o problema de arquivos corrompidos quando há algum problema no computador (falta de energia, por exemplo)..

E aí? FAT32 ou NTFS?

Fonte: http://www.baboo.com.br/windows/fat32-ou-ntfs-qual-melhor/

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s