Internacional

Meteorologia prevê mais tornados nesta terça-feira nos EUA

Autoridades de Oklahoma afirmaram nesta terça-feira (21) que foram resgatados 24 corpos depois da passagem do tornado devastador por Moore, em Oklahoma, uma queda significativa em relação às 51 e 91 mortes anunciadas anteriormente.

19.mai.2013 – Tornado quase toca o chão próximo à South Haven, no Kansas, neste domingo. A imagem foi divulgada nesta segunda-feira (20). Uma pessoa morreu em consequência da forte tempestade que provocou uma série de tornados nos Estados do Kansas, Oklahoma e Iowa, no meio oeste dos Estados Unidos Leia mais Gene Blevins/Reuters

“Nós temos boas notícias. O número certo agora é 24”, afirmou Amy Elliott, chefe administrativa da equipe de legistas de Oklahoma City. O número divulgado anteriormente de 51 mortos pode ter contado duas vezes o mesmo caso, segundo Elliott. “Houve muito caos”, disse.

As 91  vítimas, disse a legista, seriam de 40 corpos no aguardo de confirmação. Elliott afirmou, no entanto, que outros corpos ainda podem ser encontrados em meio a escombros.

Apenas três vítimas, segundo ela, não foram identificadas entre os corpos resgatados.

Novos tornados

Outras áreas da região podem ter problemas com o mau tempo nesta terça-feira (21). Segundo a “CBS News”, tornados e ventos são esperados em áreas do Texas, Arkansas, Louisiana e Oklahoma.

A área que deve ser castigada pelo mau tempo, porém, não inclui Moore, cidade devastada na segunda-feira (21). O Serviço Nacional de Meteorologia prevê cheias relâmpago em partes do Arkansas e Louisiana.

Situação

O tornado devastou a localidade de Moore, nos arredores da cidade de Oklahoma. Entre os mortos, há crianças que estavam em uma escola atingida. Centenas de pessoas estão hospitalizadas e equipes de resgate continuam vasculhando escombros de casas e prédios na busca por sobreviventes.

O tornado tinha mais de três quilômetros de diâmetro. Segundo autoridades meteorológicas dos EUA, a tormenta deverá ser incluída na segunda categoria da Escala Fujita, com ventos de até 320 km/h.

As crianças mortas estavam na Plaza Tower Elementary School, completamente destruída pelo tornado. Outras dezenas de crianças continuam desaparecidas. “A escola foi completamente devastada. As paredes ficaram achatadas como panquecas”, afirmou à “BBC” o vice-governador de Oklahoma, Todd Lamb.

Segundo o correspondente da BBC em Moore Alistair Leathheads, apesar da ocorrência de tornados ser comum na região, muitas pessoas não tem porões em suas casas, não tendo para onde fugir.

“A escola, por ter uma estrutura sólida, com paredes de tijolos, parecia ser um lugar seguro. Mas, quando o teto saiu voando, todo o resto veio abaixo”, disse o correspondente.

Segundo autoridades, outra escola, Briarwood Elementary School, também foi fortemente atingida, mas não há relatos de mortes ou feridos.

Estado de emergência

O presidente Barack Obama declarou estado de emergência na região e ordenou que equipes de emergência federais se unam às operações de resgate em Oklahoma.

A governadora do Estado, Mary Fallin, disse que foi um dia trágico para o Estado.

Sobreviventes da tragédia deram a dimensão da força da tormenta. “Nós nos trancamos no porão quando vimos o tornado chegando”, contou Ricky Stover. “O barulho foi só aumentando e de repente a força do vento arrebentou o trinco e só sentimos vidros e todo o resto voando na nossa direção. Achamos que íamos morrer”, disse Stover, enquanto observava o que sobrou de sua casa.

Em 1999, a localidade de Moore já havia sido varrida por um tornado, que matou 44 pessoas e destruiu milhares de casas. Betsy Randolph, da Patrulha Rodoviária de Oklahoma, disse à rádio local Skynews 9 que acredita que os estragos deste tornado foram maiores do que os de 1999.

————————————————————————————————————————–

Gravação sobre suposta conspiração chavista contra Maduro é divulgada na Venezuela

CARACAS, 20 Mai 2013 (AFP) – A oposição venezuelana divulgou nesta segunda-feira um registro de áudio que supostamente revela uma conspiração dentro do chavismo contra o presidente Nicolás Maduro liderada pelo presidente da Assembleia Nacional, Diosdado Cabello, que também estaria envolvido em casos de corrupção.

A gravação reproduz uma suposta conversa de mais de uma hora entre o conhecido apresentador de televisão chavista Mario Silva e Aramis Palacios, apresentado como um dos altos chefes do serviço de inteligência cubano (G2), e foi divulgado pelo deputado opositor Ismael García.

O registro de áudio estaria destinado ao presidente cubano, Raúl Castro, segundo García.

Silva afirmou pelo Twitter que o áudio é uma “montagem” e disse que em breve se pronunciará.

Silva explica no áudio que Cabello, um ex-tenente que participou junto com o falecido Hugo Chávez do fracassado golpe de Estado de 1992, controla vários corpos de segurança, entre eles o Serviço Bolivariano de Inteligência (Sebin), e que o que “interessa a ele são o dinheiro e o poder”.

“A única forma de deter Diosdado é que fique provado que é um corrupto e que exista uma prova confiável de que o Comandante (Chávez) sabia disso”, adverte Silva.

Para o jornalista, Maduro está em uma “armadilha” e corre o risco de perder o controle das Forças Armadas para os seguidores de Cabello, o que pode desencadear um golpe de Estado.

“Têm que se sentar com Maduro e dizer a ele as coisas. Quase disse a Maduro (que) há uma conspiração, mas não sei qual vai ser a sua reação, pode ser contraproducente”, afirmou Silva ao suposto membro do G2.

Silva advertiu também para divisões entre os militares e para uma suposta desconfiança da esposa de Maduro, Cilia Flores, em relação ao ministro da Defesa, Diego Molero, por acreditar que este pretende “dar um golpe de Estado, porque isso é o que estão dizendo”.

Mas o apresentador também acusa o presidente da Assembleia Nacional de corrupção e de lavagem de dinheiro através “de empresas de fachada”.

Também assegura: “Há ministros aqui que não sabem sequer o que fazer. E o mais provável é que estejam roubando, Palacios, porque acham que isto vai desmoronar”, disse referindo-se ao projeto chavista.

Cabello reagiu após a apresentação do áudio com um tuite: “‘União, Luta, Batalha e Vitória’ Chavez Dic12”, escreveu, lembrando as palavras do falecido presidente.

————————————————————————————————————————

Nova onda de violência no Iraque deixa 50 mortos em atentados e confrontos

BAGDã, 20 Mai 2013 (AFP) – Uma nova onda de violência no Iraque deixou nesta segunda-feira 26 mortos em uma série de atentados na capital, Bagdá, e em Basra (sul), horas após a morte de 24 policiais na noite de domingo em confrontos em uma região sunita no oeste do país.

Estes incidentes ressuscitam o fantasma da violência religiosa, que deixou dezenas de milhares de mortos após a invasão americana de 2003 no Iraque.

Nesta segunda-feira, sete carros-bomba e um artefato explosivo causaram a morte de ao menos 11 pessoas e deixaram outras 102 feridas em vários locais da capital, segundo fontes médicas e ministeriais.

Além disso, dois carros-bomba explodiram na cidade portuária de Basra, de maioria xiita, provocando a morte de 13 pessoas e deixando 48 feridas, segundo o chefe de serviços médicos municipais, Riyad Abdelamir.

Em Samarra, ao norte da capital iraquiana, a explosão de outro veículo com explosivos matou dois milicianos anti-Al-Qaeda e feriu 12 pessoas.

Até o momento, esta nova série de ataques não foi reivindicada.

Nas últimas semanas, muitos locais de culto sunitas e xiitas foram alvo de ataques, enquanto a tensão aumenta entre o governo de Nuri Al-Maliki, de confissão xiita, e os sunitas, que são minoria no país.

Desde o início do ano, 200 pessoas morreram a cada mês pelos atentados no país, e apenas em abril foram registradas 460 vítimas fatais, segundo um balanço da AFP. Em 2006-2007, os anos mais violentos no Iraque, mais de 1.000 pessoas morriam por mês.

Policiais sequestrados

Vinte e quatro policiais morreram na noite de domingo em confrontos na província iraquiana de Al-Anbar (oeste), de acordo com fontes policiais e médicas.

Os incidentes ocorreram durante uma tentativa de resgate de um grupo de policiais que foram sequestrados no sábado e durante o ataque a duas delegacias de polícia por parte de homens armados.

Doze policiais que estavam sequestrados morreram durante a tentativa de resgate e quatro ficaram feridos. Nos ataques contra duas delegacias de polícia, homens armados mataram 12 agentes em Al-Anbar, segundo as fontes.

Mohamed Hadi, um dos agentes sequestrados, disse à AFP que um grupo de homens armados sequestrou vários policiais no sábado na estrada que une Iraque e Jordânia, nesta província de maioria sunita do oeste.

Na noite de domingo, um comando conjunto do exército e da polícia tentou libertar os reféns, que se encontravam detidos em uma zona desértica. Mas durante a operação explodiram confrontos, indicou o tenente-coronel da polícia Majid Al Jlaybaui.

Os ataques contra delegacias de polícia ocorreram na cidade de Haditha, 210 km a noroeste de Bagdá.

A província de Al-Anbar é um dos núcleos de protestos contra um governo que os sunitas começaram em dezembro, que acusam o primeiro-ministro, o xiita Nuri al-Maliki, de acumular o poder e as autoridades de utilizar a legislação antiterrorista contra eles.

O governo fez algumas concessões, libertando prisioneiros e aumentando os salários das milícias Sahwa (milícia sunita que luta contra a Al-Qaeda). No entanto, o problema central não foi resolvido e as manifestações prosseguem.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s